Simpósio Internacional de Coccidiose FACTA

O cuidado com a sanidade das aves é um fator essencial para a obtenção de bons níveis de produtividade. Quando enfermidades, como a coccidiose, atingem as aves, trazem com elas prejuízos físicos ao plantel e econômicos aos produtores. Estimativas recentes apontam que as perdas anuais são equivalentes a cerca de U$$ 14.8 bilhões para a produção mundial.

A coccidiose é uma doença parasitária que ataca o intestino das aves, provocando, principalmente, a queda da produtividade. Causada pelo protozoário Eimeria, a doença prejudica o desenvolvimento das aves e causa diminuição da absorção de nutrientes, além de facilitar o surgimento de outras patologias. A coccidiose também provoca a enterite, quadro patológico que leva ao atraso no desenvolvimento das aves e que pode causar a morte do animal nos casos mais graves, como a enterite necrótica.

Para falar sobre o tema, de grande importância para a avicultura mundial, a FACTA – Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas, realizará o Simpósio Internacional de Coccidiose, no dia 7 de outubro de 2021, das 8h30 às 17h30, em uma versão 100% on-line.

FACTA: Simpósio Internacional de Coccidiose

Mesmo sendo muito conhecida, a coccidiose não é uma doença de fácil controle, devido à possibilidade de se haver falhas nos programas utilizados. Sendo indicada a execução de um completo programa de controle e prevenção, que abrange o uso de diferentes estratégias.

Nesse cenário, o Simpósio Internacional de Coccidiose se apresenta como um fórum  para que rotas e com isso, mantenha todos os patamares alcançados após anos de desenvolvimento científico e tecnológico. Para tanto, a FACTA estruturou uma grade técnico-científica abrangente, que atende tanto as dúvidas dos produtores brasileiros, quanto de outros países produtores da proteína avícola.

Durante o simpósio, especialistas do setor avícola debaterão os aspectos envolvendo a cadeia produtiva avícola em relação ao controle da coccidiose. Também serão abordados temas para atualizar os médicos-veterinários e demais profissionais sobre a importância da coccidiose, assim como das medidas de biosseguridade e de boas práticas de produção para prevenção.

Entre os assuntos a serem debatidos se destacam a ação da coccidiose na microbiota, o papel do intestino na resposta imune contra as coccídeas, o manejo da coccidiose, as tecnologias para controle da coccidiose, as estratégias de controle e monitoramento de coccidiose, entre outros, as visões dos principais players do mundo estarão reunidas em um painel para discussão do assunto.